Governo de Moçambique vai concessionar a maior auto-estrada e ponte de Maputo a operadores privados

O Governo Moçambicano concederá a operadores privados o anel viário de Maputo, a maior auto-estrada da capital moçambicana, e a ponte Maputo-Katembe que liga as duas margens da baía da cidade.

A Maputo South Development Company, entidade estatal responsável por ambos os projectos, afirma que o Rodoanel de Maputo e a Ponte Maputo-Katembe serão geridos em parceria entre entidades privadas e o estado, através de acordos de concessão.

“O concurso é regido pela Lei de Parcerias Público-Privadas para grandes projectos e concessões de negócios”, diz o anúncio.

Para além das duas infra-estruturas, o Governo Moçambicano pretende também conceder as pequenas estradas que irão fluir para o anel viário de Maputo.

Com secções de 50 quilómetros e seis pontes, o anel viário de Maputo será a maior autoestrada da capital. Seus custos de construção de mais de US $ 300 milhões foram financiados pelo Exim Bank da China.

Com pouco mais de três quilómetros de extensão, a Ponte Maputo-Katembe será uma das maiores pontes suspensas em África e foi orçada em mais de 700 milhões de dólares, também financiados pela China.

Embora o anel viário de Maputo já esteja em uso, os dois projectos serão formalmente inaugurados este ano.

Fonte: Lusa

Compare listings

Comparar