Compare as listagens

Taxa de juro mais baixa a partir de 01 de Novembro

  • Terça, 6 \d\e Novembro \d\e 2018
  • Noticias
  • 0
Taxa de juro mais baixa a partir de 01 de Novembro

A Associação Moçambicana dos Bancos (AMB) anunciou a descida da taxa de juro de referência do sistema financeiro de 20,40 por cento para 20,20 porcento, a vigorar em Novembro corrente.

Esta descida de 0,20 pontos percentuais é uma das mais ligeiras desde a criação da taxa de referência, em vigor há 18 meses, e segue-se à mais forte redução, registada em Outubro, em que caiu 1,35 pontos.

Desde que foi criada, a taxa de referência tem vindo sempre a baixar e já caiu 7,55 pontos percentuais.

A criação da ‘prime rate’, ou seja, taxa de juro de referência, foi acordada a 17 de Maio de 2017 entre o Banco Central e a AMB para eliminar a proliferação de taxas de referência no custo do dinheiro e entrou em vigor a 01 de Junho do mesmo ano.

O objetivo é que todas as operações de crédito sejam baseadas numa taxa única, “acrescida de uma margem (spread), que será adicionada ou subtraída à ‘prime rate’ mediante a análise de risco” de cada contrato, explicam os promotores.

Noutra tabela divulgada pela AMB e o Banco Central é apresentado o ‘spread’ padrão (acréscimo à taxa de juro) de 16 instituições de crédito.

No crédito a particulares e consoante o banco, essa margem pode variar entre 10,75 e 2,5 pontos percentuais para o crédito ao consumo e entre um e seis pontos para crédito à habitação.

No crédito às empresas, a margem pode ser nula ou ir até 10 pontos para empréstimos a um ano, ou varia entre um e dez pontos para prazos maiores.

Posts relacionados

Ministro pede manutenção imediata da Estrada Circular de Maputo

O Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine, disse aos novos...

continue lendo

Incularino Park em Palma

A African Century Real Estate (ACRE) tem o orgulho de anunciar uma joint venture com a empresa...

continue lendo

Sul-africanos procuram empresa Moçambicana Textafrica com interesse em reabri-la

Várias empresas sul-africanas ligadas à indústria têxtil estão interessadas em colocar de novo...

continue lendo